Poema: “Eu e Você”

 

 

 

 

 

 

se pudéssemos parar
no multiverso no qual você está casando comigo
exultaria como uma prímula
que luta entre o gelo
eu te emprestaria meu otimismo
tão lânguido e solitário
te cobriria de encantos fugazes
te daria a língua para lamber
a borda opaca das esperanças
meditaremos e nas festas rave
cairemos em choros transoceânicos
colocarei na tua boca
o selo de eternidade
e quero te ver sempre
para dizer sempre
teimosamente
que eu vivo em ti

te amei
como se ama a euforia
de uma boa notícia
um balão de estrelas cadentes
na boca, a incredulidade
o universo poderia englobarte
assim sem aderir ao cinismo
você já tinha a chave
da minha felicidade

agora serpenteias ao redor do mundo
enquanto do terraço dos meus sonhos
oscilo entre lágrimas
dos pensamentos mais lindos:
sugar de ti a beleza
para te dar de volta a poesia da vida

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s